Início > Sem categoria > Olimpíada no Rio exigirá investimento de ao menos US$ 14,4 bi

Olimpíada no Rio exigirá investimento de ao menos US$ 14,4 bi

Por Giseli Cabrini | 02.10.2009 | 13h49

(2 de 4)

Além das sinergias com a Copa, quatro grandes obras do Pan 2007 também serão reaproveitadas em 2016: o estádio João Havelange (Engenhão), o Parque Aquático Maria Lenk, a Arena Olímpica Municipal e o Velódromo. Também já passaram por reformas o Riocentro e a Marina da Glória, por meio de Parcerias Público-Privadas (PPPs).

Instalações esportivas concluídas para o Pan 2007
Obras esportivas concluídas
Valor/R$ (milhões)
Estádio Olímpico Municipal João Havelange
318,3
Arena Olímpica Municipal
127,4
Parque Aquático Municipal Maria Lenk
84,9
Velódromo Municipal
14,1
Fonte: Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

Dos 14,4 bilhões de dólares que ainda serão investidos, o Comitê Organizador dos Jogos terá de arcar com 2,8 bilhões de dólares. A maior parte desses recursos virá do setor privado ou do Comitê Olímpico Internacional (COI). O dinheiro deve pagar custos de organização do evento e montagem de instalações temporárias ou estruturas de apoio em todos os locais dos Jogos. O restante dos recursos (11,6 bilhões de dólares) sairá dos cofres públicos ou de PPPs. O dinheiro permitirá a construção de novas instalações esportivas, principalmente na Barra da Tijuca e em Deodoro, e projetos de infraestrutura para a cidade. Somente as instalações esportivas têm um custo estimado em 1,2 bilhão de reais.

Olimpíadas Rio 2016 *
Instalações esportivas pendentes Natureza da obra Valor/ R$ (milhões)
Centro Olímpico de Treinamento (COT)** construção 813,2
Arena Olímpica de Deodoro*** construção 144,4
Parque Radical – Ex-Park construção 100,7
Centro Olímpico de Tênis construção 92,2
Estádio Olímpico de Desportos Aquáticos
construção 75,7
Centro de Pentatlo Moderno
construção 3,8
Centro Olímpico de Hóquei construção 1,5
Vila Olímpica construção não divulgado
Centro Nacional de Hipismo reformas 21,4
Centro Nacional de Tiro Esportivo reformas 5,2
Centro de Treinamento de Hóquei reformas 2
Total: 1.200
* Investimentos programados pelo Governo Federal
** Valores incluem instalações e também obras de infraestrutura e acesso ao local
*** Valores incluem instalações e também obras de infraestrutura e acesso ao local

Rede hoteleira

Outra questão que preocupa é a atual capacidade da rede hoteleira da capital carioca. Apesar de no dossiê da candidatura constar que serão ofertados 49.570 quartos (hotéis, transatlânticos e vilas olímpicas), hoje a cidade dispõe apenas de 28.000. O COI exige 46.000 quartos. “Se você examinar os investimentos em hotelaria no Brasil nos últimos 25 anos, vai ver que a proporção de investimentos feita no Rio é muito pequena quando comparada ao que foi feito em São Paulo e Nordeste. O Rio, infelizmente, perdeu inclusive a posição de principal porta de entrada do movimento turístico no Brasil e isso é uma deficiência que precisa ser recuperada”, afirma o ex-secretário do Estado de Transportes do Rio e especialista em cidades, José Barat.

(Continua)

Categorias:Sem categoria
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: